fbpx

Para melhor visualização do site, utilizar navegador Google Chrome.

Blog

A língua dos hospitais

25 de julho de 2013
Tempo de leitura: 1 minutos

Doutores da Alegria

Comentario 0
Compartilhar 0

O Dr Zequim veio dar o ar da sua graça no Instituto da Criança, em São Paulo. Entrou comigo, Dra Manela, em um quarto, e resolveu mostrar para uma família libanesa os seus dotes com as línguas. No que o pai da criança se espantou: 

Como é que um palhaço que fala tão bem a Língua Francesa está trabalhando assim … Em um hospital? 

O besteirologista se esbanjou e ainda falou algumas palavras em árabe. Eu silenciei. Que vou mostrar? Então bolei um plano… Passei a ter aulas com a sua esposa de libanês.

Estamos nos divertindo bastante com isso. Até o Dr Valdisney se encantou com a beleza na maneira que se fala. Por exemplo: “bom dia” é: Sabáh Renur, que quer dizer: Uma manhã cheia de luzMas para homens se diz: Sabah Rerrér, que tem o mesmo significado. Porém acontece de ser assim: dois jeitos de se falar, para homem e para mulher. 

Acabamos que contaminamos o quarto… As línguas foram uma ótima maneira de nos aproximarmos desta família tão querida.

E o quarto adora as aulas. 


Merci Ktir!
– que quer dizer: Muito obrigada!

Dra Manela (Paola Musatti)
Instituto da Criança – São Paulo
Junho de 2013 



Categorias


Lá do arquivo

Doutores da Alegria


Postado em:

Tags

aproximação, francês, hospital dia, língua

Deixe um comentário

avatar
  Receber notificação  
Notificação de
Existe 0 Comentário.