Para melhor visualização do site, utilizar navegador Google Chrome.

Blog

Lá dentro, lá fora

2 de setembro de 2015
Tempo de leitura: 1 minutos

Doutores da Alegria

Comentario 0
Compartilhar 0

Toda relação vive de altos e baixos.

Todos os casamentos, namoros ou amizades que eu conheço são como o dia e a noite: ora brilhantes, ora obscuros. As relações entre os seres humanos são como a vida, em constante transformação. Nada está dado, tudo está para ser conquistado

Com esse pensamento filosófico existencial em mente, eu, Dra Lola Brígida, resolvi dar um tempo em minha relação com o Dr Charlito, meu parceiro de plantões besteirológicos no hospital. Apenas um tempo, uma leve separação, um passo em retirada para poder seguir adiante. Nada de rupturas, brigas ou desencontros. 

la dentro la fora

A verdade verdadeira é que Charlito tem fortes problemas de gases… Flatulências… Pum mesmo. Já desenvolveu inclusive uma tese de doutorado sobre o assunto, com direito a demonstração ao vivo. Em cada quarto que chega demonstra suas habilidades e as diferentes formas de deixar sair aquele incômodo ar preso em sua barriga. Tem o lambreta (que sai com o motor ligado), tem o casas bahia (em suaves prestações), tem o naja (silencioso, mas fatal) e tem aquele que sempre vem acompanhado (sem legendas). 

la dentro la fora

Eu, uma jovem senhora de faro apurado, sufocada nesta relação aromática, resolvi ir respirar em outra freguesia: fui passar um tempo fora. Então nesse mês foi assim: ele dentro, eu fora

Lá dentro ele andou com outras mulheres: Dra Guadalupe, Dra Nina Rosa e Dra Sakura. Isso foi o que fiquei sabendo, fora o que eu não sei. A V., nossa paciente da hemodiálise, estava até organizando o casamento dele com a Sakura! Vejam só! Acho que a Sakura tem rinite, desvio de septo ou falta de sensibilidade nasal! 

la dentro la fora

E eu, lá fora, só levei fora! Fui atrás de outros rapazes, mas só fiquei pra trás. Busquei novas aventuras e só encontrei desventuras. Atravessei o oceano e entrei pelo cano, embarquei num navio e naufraguei, escalei montanhas rochosas e levei uma rocha na monta. 

Assim cabisbaixa, voltei para Charlito. Antes um cheiro conhecido do que ficar sem marido. 

Lola Brígida (Luciana Viacava)
Instituto da Criança – São Paulo



Categorias


Lá do arquivo

Doutores da Alegria


Postado em:

Tags

ausência, fora, pum, viagem

Deixe um comentário

avatar
  Receber notificação  
Notificação de
Existe 0 Comentário.