Para melhor visualização do site, utilizar navegador Google Chrome.

Blog

Não, ele não perdeu a lua…

26 de junho de 2014
Tempo de leitura: 1 minutos

Doutores da Alegria

Comentario 0
Compartilhar 0

Dia desses estávamos no corredor, eu (dra. Mary En) e a dra. Baju, e nos deparamos com um menino de mais ou menos seis anos, o T.

Ele estava saindo da sala de curativos e indo para uma enfermaria, estava bem machucado no olho e no rosto e nos olhou meio de soslaio. Olhei pra ele bem no fundo do olho e ele me olhou como se nunca tivesse visto uma palhaça. Ali já senti que era um encontro pra lá de especial.

Não, ele não perdeu a lua...
Já na enfermaria, quando o atendemos, fizemos algumas bolhas e delas tiramos uma lua de cristal. Pedi pra ele segurar a lua. Mas é claro que como todo besteirologista, a lua na verdade tinha ficado no meu bolso e na mão dele apenas uma lua imaginária.

Meia hora depois estávamos lavando as mãos quando ele e mais dois meninos se aproximaram e um deles falou:

– Mary En, ele perdeu a lua!

Nesse momento ele olhou pra mim e me mostrou a mãozinha fechada, como se estivesse ainda com a lua na mão. Imediatamente peguei a lua de cristal do bolso, sem que eles vissem, e pedi ao T. que me entregasse a lua. Ele abriu sua mão dentro da minha e a lua de cristal estava lá. Então eu falei:

– Não, ele não perdeu a lua, olha ela aqui!

Não, ele não perdeu a lua...

Os outros meninos olharam admirados, de boca aberta. Dei uma piscadela pro T. e fui embora, bem feliz com este encontro. Nesta vida há a urgência de sermos cúmplices nas coisas boas e que fazem bem. O garoto me mostrou isso. 

Dra. Mary En (Enne Marx)
Hospital da Restauração – Recife



Categorias


Lá do arquivo

Doutores da Alegria


Postado em:

Tags

bolha de sabão, encontro, lua de cristal

Deixe um comentário

avatar
  Receber notificação  
Notificação de
Existe 0 Comentário.